hello world!
Published: 19/04/2021

Como Ficar Milionário aos 20 e Poucos Anos

Mano, você não vai acreditar no que aconteceu, é sério, nem para mim caiu a ficha ainda. No comecinho do mês de janeiro uma rapaziada ali de uma agência que representa a corretora Rico veio falar comigo para fazer uma proposta de parceria, calma, não é o que você está pensando.

Aí eu pensei, cara quem é bem envolvido com a Rico para me dar uma luz e me falar se esse negócio é bom, pois é, então no dia 14 de janeiro eu fui no zap mandar uma mensagem para o primo e perguntei para ele irmão, recebi uma proposta da agência x em nome da Rico, você está ciente ou envolvido de alguma maneira? Porque se sim isso me deixa mais confortável de levar a parceria pra frente. Consegue me dar uma luz?

Daí o mano responde, fala irmão, vou ver com eles, mandou um áudio dizendo basicamente que ia ver com eles e depois ele fala mudando de assunto, aceitaria eu como sócio do seu canal? Eu faria um aporte financeiro, é claro.

O que eu respondi? O que qualquer pessoa sensata na minha posição responderia, eita porra, que bomba man, aí ele falou, bomba né, nunca fiz isso mas eu acredito muito em você e além do aporte financeiro obviamente vem tudo no pacote, audiência, mentoria, relacionamento e os escambal, pensa aí e me dá uma luz também.

What? Imediatamente comprei uma passagem para São Paulo para encontrar com esse mano sem poder nada no stories o que eu estava fazendo, com quem que eu ia me encontrar, porque assim, até então não tinha acontecido nada, então fiquei só mandando stories de dentro do avião fazendo mídia e nego pensando que eu estava de férias.

Beleza, daí eu cheguei lá na XP que é onde fica o estúdio do primo e sentei para conversar com o cara, qual era a ideia? O Jovens ia ser só mais uma empresa que o cara ia botar o dinheiro e esquecer simplesmente para diversificar o patrimônio como se fosse qualquer outra empresa da sua carteira?

Sabe, tipo ação, você bota dinheiro e nunca fala de fato com quem é dono da empresa, eu levantei isso pra ele e o primo disse que na verdade ele acredita tanto no potencial dos jovens que ele quer estar do nosso lado e ajudar a gente ao longo de todo processo.

Mas como assim, o que ele falou? Ele falou que quer ser o mentor da empresa Jovens de Negócios, basicamente com o que a gente precisasse ele quer estar junto, ele quer fazer parte, quer ajudar a gente com planejamento estratégico do canal para o longo prazo, quer ajudar a gente com produção de conteúdo, com networking, eventos e até divulgação nas plataformas que ele já tem.

Eu tenho certeza que tu ouve isso e tu fala ah, mas isso é bom demais para ser verdade né Brenão, eu juro pra você, eu pensei isso também, porra mas será que o primo vai querer mandar no Jovens cara? Será que eu vou perder o controle do meu canal?

E eu perguntei isso pra ele e ao perguntar isso pra ele eu contei a história de uma outra empresa com quem eu quase fechei logo no comecinho do canal quando eu tinha lá trinta mil inscritos, nessa época essa empresa que eu não vou falar o nome porque eu não tenho absolutamente nada contra eles, muito pelo contrário até, ofereceu comprar 60% do meu canal por zero reais.

Como assim comprar mais do que metade do meu canal e não me dar nada em troca? Então, não era que não ia me dar nada em troco, eu quase não ganhava dinheiro nenhum nessa época, com quase trinta mil inscritos você não faz nada de ad sense, então eles me ofereceram pagar uma remuneração mensal que nessa época era muito maior do que eu sabia que cara, qualquer pessoa da minha idade estava ganhando e além disso eles iam me oferecer infraestrutura, conhecimento, suporte e divulgação também nas plataformas que eles tinham e iam me dar a possibilidade de vender os produtos e esses produtos que eu vendesse deles iriam cair no DRE da minha empresa.

E cara, eu quase aceitei, quase, na verdade eu aceitei, mas só no boca a boca, até que veio o contrato e no contrato estava dizendo que todo o controle da minha empresa seria passado para essa empresa que estava adquirindo 60% do meu canal e basicamente além disso, 60% de todos os outros negócios que eu fosse criar na vida.

Na vida não, porque no contrato não estava na vida, estava pelos próximos cem anos, ou seja, eu estaria vendendo a minha alma, obviamente eu não consegui assinar, porque eu me lembro de ter pensado na época, eu tenho 22 anos, eu não tenho nem maturidade pra fazer uma decisão tão significante na minha vida agora, porque isso ia sem dúvida mudar completamente os destino de toda a minha vida.

E toda essa história que eu acabei de falar eu também contei para o primo para ele entender um pouco esse receio por causa desse trauma que eu tive, daí o cara estava me ouvindo, falando a história, quando eu terminei ele falou cara, eu não quero interferir em nada, você vai ter liberdade total criativa de produção de conteúdo do mesmo jeito que você tem hoje nos jovens, você vai poder escolher qualquer empresa que você queira fazer parceria e você vai ser a pessoa responsável por fazer o controle financeiro da sua própria empresa, tudo do mesmo jeito que agora.

Daí ele continuou falando mais algumas coisas para me despreocupar e no final ele falou que cara, eu não quero mexer em time que está ganhando, eu só quero te dar a minha ajuda quando você quiser a minha ajuda, aí ele falou assim, quer saber mano, para tu confiar no que eu estou falando, faz o contrato, faz você, faz você tudo com o seu jurídico, quando você terminar, você faz o seguinte, você traz pra mim, eu assino e negócio fechado.

Que homem cara, bom e aí a gente continuou conversando até que chegou na parte do aporte, afinal o primo tinha falado no primeiro momento que ele ia comprar parte do canal. Aí eu perguntei, mas cara, vamos lá, como tu quer precificar quanto vale o canal? Porque pensa, esse é um negócio que depende da minha imagem, se acontecer alguma coisa comigo, acabou o negócio.

E assim, entre nós, eu sinceramente não consigo garantir que daqui 30 anos quando eu tiver 50 eu ainda vou achar pertinente ter um canal chamado Jovens de Negócios, não porque eu não acho que cinquenta anos é jovem, mas só porque eu não acho que pega bem você com cinquenta anos meter uma de jovem descolado.

Aí ele virou e falou, cara eu conheço esse bussiness tão bem, mas tão bem que eu sei que enquanto você puder continuar fazendo o que você está fazendo, você não vai querer parar.

Mas, de fato não tem como a gente aplicar um método de fluxo de caixa descontado, trazendo os ganhos futuros a valor presente para fazer um valuation do canal, porque essa é a forma como você precifica uma empresa, e um canal do Youtube é um negócio, um negócio depende de uma pessoa ou alguém, uma empresa não.

Então o Jovens de Negócios não pode ser avaliado como uma empresa. Aí ele falou, então para resolver esse problema assim, vamos precificar assim quanto é que você quer receber, eu juro, eu olhei pra ele e falei como assim quanto eu quero receber, você tá louco?

Aí ele falou, cara, sempre que eu vou contratar alguém eu estou 100% ciente de que isso não é uma contratação, mas vale o exemplo, eu faço essa pergunta, quanto você quer receber? Porque quando eu deixo a pessoa escolher, ele falando, ela está me dizendo o quanto ela acha justo de ganhar pelo seu próprio trabalho e se essas pessoas acreditam que elas estão sendo remuneradas de forma justa, eles sentem que o seu trabalho está sendo valorizado.

E aí isso faz com que eles se sintam felizes, satisfeitos em trabalhar comigo e isso constrói uma confiança que vai me gerar muito mais no longo prazo. Caralho, o mano não quer controlar nada, quer me dar toda ajuda do mundo, falou para eu escolher o contrato e ainda quer que eu escolho quanto ele vai me pagar.

Eu pensei esse cara está pirado, ele continuou falando, ele falou assim, eu estava só doidera isso, meu Deus, e ele falou man, ele fala man, o primo fala com os outros assim man, escolhe qualquer valor, eu sei que o upside que eu vou ter vai ser muito maior do que qualquer valor que você escolher, e ele ainda completou escolhe um valor bom, porque eu não quero que depois você fique olhando para trás se lembrando desse momento e pensando que você poderia ter pedido mais do que o que de fato você acha justo.

Aí ele finalizou com o seguinte, eu só vou te pedir uma coisa cara, que você me fale como você vai usar esse dinheiro, que pessoa foda cara, óbvio que ali com tudo acontecendo tão rápido eu jamais conseguiria ter dado um número para ali no momento, óbvio que eu precisava pensar um pouquinho, mas dentro de mim mano o negócio já estava fechado.

A real é que enquanto ele estava falando eu só estava pensando assim, eu vou ser sócio do mother fucking primo rico cara, e mano, ele percebeu isso até porque quando a gente levantou, ele olhou no meu olho e falou assim, cara pra mim eu já te considero meu sócio, só me fala o quanto você quer e a gente sai para estourar um champanhe.

Depois da reunião eu fui para o aeroporto, voltei para o Rio, passei a noite inteira fazendo cálculo de tudo o que eu achava que o Jovens ia precisar gastar para realizar projeto, comprar equipamento, gastar com isso, gastar com aquilo e no dia seguinte ainda fiquei duas horas numa call com a rapaziada do Jovens botando tudo lá na planilha do Excel para ter os números certinhos e a gente definir de uma vez por todas quanto a gente ia pedir.

E por fim, nosso resultado foi quinhentos mil reais por 10% da empresa. Daí eu fiz um texto com esse valor total destrinchado e tudo aquilo em que eu achava pertinente de usar esse dinheiro.

Aí eu botei no whatsapp e mandei para o primo, quanto a gente ia gastar com funcionário, quanto a gente ia gastar com viagem, quanto a gente ia gastar para fazer upgrade nos equipamentos e até assumimos uma premissa de que caso o Jovens decidisse ficar seis meses sem receber, sem aceitar dinheiro de patrocínio, quanto desse patrocínio não recebido estaria embutido nessa quantidade total para a gente conseguir pagar todo mundo.

Esse pedido a gente fez principalmente para poder se isentar na necessidade de aceitar algum patrocínio que não é muito bom, mas porque a gente precisa do dinheiro para pagar a galera e a gente tem que aceitar, e poder usar boa parte desses meses para mapear exatamente quais são as melhores empresas com quem a gente de fato quer ter uma relação próspera para o longo prazo.

Sabe, empresas que realmente podem ajudar a gente trazendo conteúdo de melhor qualidade para a audiência, então a gente decidiu que não vamos necessariamente correr atrás de patrocinadores durante os próximos seis meses, porque assim a gente fica isento de assumir um viés sobre alguma empresa só porque pagou a gente, a gente pode fazer tudo o que a gente acha bem ou mal sobre qualquer marca que a gente queira e cara, a gente ainda vai ter recurso para mesmo assim produzir um conteúdo bom 100% livre.

Beleza, tiveram várias coisas que a gente colocou nesse trechinho, essa foi uma delas, eu mandei mensagem uma e quatro, o tempo foi passando, meu coração batendo forte, gelando frio, só duas e cinquenta e seis que o mano foi responder.

Como eu te disse, eu não mexeria em nada, prazer sócio. Mano, isso deu a marca jovens de negócio que eu comecei sozinho aqui no meu quarto há dezesseis meses atrás num canal do Youtube, um valuation de cinco milhões de reais. Mas calma que ainda não terminou a história, ainda tem coisa pra contar.

E a rapaziada da Rico aí que pediu a parceria? O que houve desses mano afinal? Você lembra que eu falei da Rico no começo do vídeo, foi até quando o primo respondeu você se lembra, então, cara, não prossegui, não precisa cara, a ideia é que justamente com esses seis meses aí a gente possa se isentar de quaisquer patrocínio, porque a gente vai ter recurso para se sustentar.

Eu gosto muito da Rico, eu invisto por lá todos os meus fundos imobiliários são custodiados na Rico e vai lá, quem sabe no futuro alguma parceria faça sentido, mas eu acho que agora cara é um momento da gente usar esse tempo para realmente definir quem são verdadeiramente esses parceiros que a gente quer ter junto da gente.

Não quer dizer que a gente vá obrigatoriamente passar seis meses recusando todos os patrocínios, não, se tiver alguém que a gente acha que pode agregar valor à nossa produção de conteúdo e que for pertinente para o longo prazo, então a gente vai fechar.

Bom, mas prosseguindo, aí na tarde desse dia quando a gente tinha fechado já os valores e definido o quanto ia ser pago, o primo vem e me manda essa mensagem aqui, bro, estou pensando aqui no quanto eu quero me dedicar a te ajudar e quero te dar duas opções, quinhentos mil por dez por cento ou um milhão por vinte por cento, aí ele continuou, eu gosto mais da segunda mas é contigo, carinha feliz.

Meu coração já começou a dar uns negócio estranho aí o mano vai e me manda isso aqui, só para você entender te vendi bastante para o benchimol, ele comprou a ideia e disse quero ajudar também ele a crescer, dá pra sermos mais sócios?

Primo rico não tem o menor cuidado com a minha saúde, Guilherme fucking Benchimol como sócio do Jovens, tá zoando. Não acredito, para explicar, o Tiago Nigro tem uma empresa chamada o primo rico e até então eu estava achando que o Tiago Nigro pessoa física ia entrar como sócio dos jovens, então quando o cara falou do Benchimol eu tava achando também que o cara ia entrar como sócio do jovens, mas aí ele explicou e disse que quem vai entrar como sócio dos jovens é a empresa o primo rico e a XP tem uma participação na empresa o primo rico. Assim como o Tiago Nigro tem participação na XP. Então o Benchimol acabaria sendo aí sócio indireto do jovens de qualquer jeito, independentemente se fosse dez ou vinte por cento.

Eu sei, é uma salada mista só, mas moral da história, ninguém manda em ninguém, todo mundo segue o princípio de liberdade independência e só se ajuda quando precisar. O que eu respondi?

O que qualquer pessoa iria responder, quero mesa e cadeira na XP e nunca mais quero pagar corretagem na vida. É sério. Porque mesa e cadeira na XP? Porque mano, hoje toda rapaziada que trabalha comigo aqui no jovens, cada um mora num estado diferente do Brasil na sua casa, eu trabalho no meu quarto, eu durmo no meu quarto, eu faço tudo no meu quarto e só saio literamente para levar meu cachorro pra passear, então eu preciso por questões de saúde mental ter um espaço de trabalho pra separar o ambiende domiciliar com o ambiente de labuta.

E melhor ainda se esse local de trabalho for de graça, porque aí deixando de pagar esse dinheiro é mais dinheiro que eu posso usar para reinvestir no negócio começando novos projetos, contratando novas pessoas e gerando emprego.

Mas depois que a gente enjoar da cara do Benchimol a gente sai, pega um escritório barato em outro lugar porque nós não temos relação direta nenhuma com a XP, Benchimol que sinta nossa falta.

Ah, e além das mesas e cadeiras da XP e das corretagens de graça, eu pedi mais uma condição, que a gente tornasse essa parceria pública. Cara, teve uma vez nesses de pegar patrocínio porque tava precisando que eu fiz um vídeo patrocinado em que os patrocinadores me fizeram assinar o contrato dizendo que eu não poderia divulgar que era um vídeo patrocinado, mas cara, todo mundo sabe vídeo patrocinado fica muito cara que é patrocinado.

Aí a consequência que um monte de mano começou a cair em cima dos comentários dizendo que eu era desonesto que eu não estava sendo sincero com a audiência, dizendo que eu estava só fazendo pelo dinheiro, e óbvio, com razão, eu jamais deveria ter aceitado esses termos.

Mas isso foi um aprendizado e eu decidi que a partir daquele momento tudo o que fosse passado para a audiência seria passado de forma verdadeira. Tudo dessa história que eu estou contando aconteceu, todos os prints que estão sendo mostrados aí da data edição são prints de fato que eu tive com o primo, porque essa é a forma que eu acho certo de agir, eu acho que nunca é errado fazer a coisa certa até onde eu sei falar a verdade, ser verdadeiro sempre vai ser a coisa certa.

Bom, mas beleza, como ficou a questão do milhão, eu aceitei, eu não aceitei, o que foi o fim dessa saga? Nos primeiro cinco minutos eu fiquei empolgado para caceta, aí depois de mais cinco minutos eu fiquei meio receoso com essa menção do Benchimol, por que? Porque cara, eu sinceramente não fazia ideia do que eu ia fazer com os outros quinhentos mil, então porque eu iria abrir mão de mais participação?

Mas cara, a própria resposta disso está naquela mensagem que o primo me mandou, quanto eu quero me dedicar a te ajudar, pensa, se ele tem vinte por cento da minha empresa ao invés de dez, quer dizer que todo o retorno que antes eu iria entregar para ele, agora vem dobrado, e isso faz com que ele naturalmente queira me dar mais ajuda, porque o retorno para ele vai ser mais relevante.

Então o que eu percebi foi, cara, o que eu vou receber do primo vai ser muito mais relevante do que aquilo que eu vou deixar de receber com vinte por cento, então eu aceitei. Vendi vinte por cento do meu negócio por um milhão de reais.

E isso é muito doido cara, no começo do ano eu tinha feito um vídeo em que o título era milionário aos vinte e dois anos, um pouco da minha história em que eu falava que do jeito que as coisas estavam indo, talvez eu conseguisse chegar no primeiro entre quatro ou cinco anos, isso foi em maio de dois mil e dezenove, em menos de um ano depois, na verdade oito meses depois eu tenho um milhão no caixa da minha empresa que eu controlo e quatro milhões em equity, como é que as coisas são.

Bom, mas o que eu vou fazer com esse milhão? Cara, é óbvio que eu quero usar esse dinheiro para reinvestir no meu negócio, isso basicamente foi o investimento mais rentável que eu já fiz na vida, então eu basicamente decidi usar esses outros quinhentos mil da mesma forma em que eu tinha decidido usar os primeiros quinhentos mil, só que agora fazendo eles durarem por mais seis meses, ou seja, ao invés de ir reinvestindo esse dinheiro ao longo de seis meses, eu vou reinvestindo ao longo de doze.

Velho, isso vai ajudar a gente com tanta coisa, isso vai viabilizar a gente a produzir tanto conteúdo foda, e o primo mesmo antes de sequer a gente ter redigido o contrato, ele já me colocou a falar com editora de livro, com os diretores da infomoney, com o mano que parece que bateu o recorde de cursos presenciais mais vendidos no Brasil em um ano Tiago Nigro, esse é um mano que faz as coisas acontecerem e que puta numa boa velho, que eu tenho prazer de chamar de sócio.

E porque estou fazendo esse vídeo, por causa daquilo, nunca é errado fazer a coisa certa e eu quero ser absolutamente verdadeiro a partir de agora, porque sempre é certo contar a verdade. E também para compartilhar contigo que mano, isso vai proporcionar aqui para o jovens e para a audiência uma melhoria na qualidade do conteúdo que você não tem ideia, a gente agora pode viajar para vários lugares do Brasil e do mundo para conversar com os empreendedores mais mother fuckers que tem por aí, a gente pode melhorar o nosso equipamento, a gente pode expandir as nossas operações contratando mais pessoas e a gente pode viabilizar muita coisa nova por causa dessa parceria.

E mais importante velho, ser um agente direto, muito mais impactante para levar empreendedorismo e educação financeira para o nosso país e mano, chegando nesse final eu me emocionei um pouquinho, peço desculpas, é que sério velho, é impressionante como as coisas acontecem.

Eu comecei a assistir o primo rico tem uns três anos aí e no momento em que eu comecei o canal até agora se passaram dezesseis meses, então eu espero que um terceiro intuito desse vídeo além de passar a verdade, além de querer compartilhar essa empolgação, cara, se você tem um sonho, puta, começa a lutar por ele agora velho, não perde mais nenhum segundo, porque daqui a dezesseis meses tudo pode mudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright 2020 OxyMade Designs. All rights reserved. Made with 🖤 by OxyMade.
crossmenu