Neste texto vou falar sobre o hábito mestre mais poderoso que existe na minha opinião e o fato de eu estar chamando ele de mestre é porque esse único hábito tem a capacidade de desencadear vários outros hábitos produtivos, como um efeito cascata.

Seu poder é tanto que ele por si só consegue ajudar as pessoas a saírem da miséria, da ignorância e da prisão mental que vivem, sim, eu estou me referindo ao hábito da leitura de livros.

Pode parecer algo simples e até natural para você caso já tenha esse hábito e para mim também é, mas para a imensa maioria dos brasileiros não, pois as estatísticas indicam que em média as pessoas que leem quatro vírgula noventa e seis livros por ano, mas não para por aí, destes quatro vírgula noventa e seis, apenas dois vírgula quarenta e três livros são lidos até o final, além disso a gente sabe que é muito fácil conhecer alguém que nunca sequer comprou um livro na vida, por outro lado praticamente todas as pessoas bem sucedidas tem a leitura como um hábito sagrado, elas veem nos livros uma forma de enxergar aquilo que seus olhos não são capazes de enxergar sozinhos, elas veem uma oportunidade de aprender aquilo que ainda não sabem com pessoas que estão num patamar acima delas.

Pois no fundo todo mundo tem algo a aprender com alguém, por mais bem sucedida que essa pessoa seja, a prova disso é que muitos bilionários adoram passar boa parte do seu tempo lendo livros, dá só uma olhada nos exemplos.

Bill Gates ele lê uma média de cinquenta livros por ano, e o motivo está na seguinte constatação, a leitura é minha forma favorita de exercitar a imaginação, apesar de eu ter a sorte de conhecer muitas pessoas interessantes e de poder visitar lugares fascinantes pelo mundo por conta do trabalho, eu ainda acho que os livros são a melhor forma de explorar novos tópicos que te despertam interesse.

Warren Buffet, ele lê uma média de quinhentas páginas por dia usando a leitura dinâmica, essa prática é tão importante para ele que muitas vezes oitenta por cento do seu dia é dedicado somente a isso.

Oprah Winfrey, ela diz que grande parte do seu sucesso veio devido aos livros, seu interesse pela leitura é tão grande que ela tinha até um clube de leitura na TV.

Mark Zuckerberg, em 2015 ele comprometeu a ler pelo menos um livro a cada duas semanas e mesmo que isso pareça um ritmo mais lento que os outros dessa lista, os livros que ele escolhia ler eram geralmente extensos e complexos. A leitura não só traz sentimentos, informações e aprendizado, como também ajuda no desenvolvimento de habilidades muito importantes, mas que estão cada vez mais escassas nos dias atuais.

Tão escassas que podem até ser consideradas como superpoderes por aqueles que as possuem e a partir de agora você vai descobrir quais são.

Primeiro superpoder, autodidatismo, nem todo mundo tem recursos o suficiente para contratar um professor particular ou estudar em uma boa escola, mas esse não é o maior problema, o ensino tradicional das nossas escolas sempre colocam os alunos na posição passiva de aprendizado, o aluno senta na cadeira, só o professor fala e todos ficam ali passivamente tentando digerir todas aquelas informações.

Isso no mundo acelerado de hoje pode ser um problema, as regras do jogo mudam muito rápido, você precisa aprender, reaprender e até desaprender certas informações com muita frequência e a pessoa que consegue fazer isso por conta própria acaba saindo na frente.

A leitura não só estimula o autodidatismo como também a proatividade do leitor, quando ele precisa ou simplesmente tem interesse em aprender um assunto ele quase sempre opta por comprar um livro sobre o tema, pois é a forma mais barata e profunda de se aprender alguma coisa por conta própria.

Não é porque um tema não foi aprofundado ou talvez até não tenha sido ensinado na escola ou num curso que ele ficará sem saber, pois sua fome de conhecimento e sua proatividade despertada pela leitura jamais deixará isso acontecer.

Segundo superpoder, concentração inabalável. Para se ler um livro é necessário estar totalmente presente no agora, coisa que vem sendo cada vez mais rara nos dias atuais e a diferença entre ler um livro e um post na internet, por exemplo, é que no livro você não tem alternativa a não ser ir para a próxima linha, ele te estimula a continuar concentrado na leitura, já em um post não, você tem propagandas em volta e até mesmo no meio do texto.

Sem contar as várias janelas abertas tentando te seduzir a dar uma olhadinha assim que o texto começar a ficar difícil. Como eu disse no vídeo anterior o segredo dos gênios está na habilidade em se manter concentrado em uma tarefa por longos períodos de tempo. Mas para isso é necessário prática e uma das melhores formas de se praticar é lendo livros, pois a concentração é como um músculo, quanto mais você treina, mais forte ela fica.

E esse músculo não só será usado na leitura como também em qualquer outra atividade, assim como o bíceps não é só usado quando você faz a contração com o peso na academia. Em outras palavras, a mesma concentração que foi desenvolvida através da leitura poderá ser usada numa aula online, numa conversa, num treino ou seja lá no que for.

Terceiro superpoder, imaginação aguçada. Uma coisa é certa, a extrema conveniência da tecnologia tem cada vez mais prejudicado a imaginação das pessoas, poucos vão para um canto sozinhos e refletem profundamente sobre algo, as pessoas preferem escrever seus problemas no google e esperar que ele lhes traga uma solução.

Uma imaginação aguçada que todo bilionário tem muito bem desenvolvida que é a capacidade de enxergar coisas que outras pessoas ainda não enxergaram, ou seja, é conseguir antecipar eventuais oportunidades e soluções para problemas que ainda nem sequer existem, mas que em breve aparecerão e ele já estará preparado para isso.

A imaginação é talvez a habilidade mais extraordinária que o cérebro possui, por isso aqueles que tiverem essa habilidade bem desenvolvida serão muito valiosos e por consequência também serão muito bem pagos e adivinha só, o livro é um forte aliado no aprimoramento dessa habilidade, pois nele você não tem referências visuais, é você quem precisa transformar aquelas palavras em imagens na sua mente e quanto mais você pratica, melhor você fica, assim como acontece na analogia que usei para falar da concentração.

Quarto superpoder, domínio da escrita e oratória. Por que é algo que deveria ser tão simples como dominar a escrita e oratória pode ser considerado um superpoder? Afinal, todos nós passamos pelo menos uma década dentro da escola, não é verdade. Bom basta olhar para essas estatísticas você vai entender.

Pesquisas apontam que sessenta por cento dos brasileiros tem pavor de se expor e falar em público e apenas oito por cento sabem se expressar plenamente.

Segundo o instituto Paulo Montenegro cerca de setenta e cinco por cento dos brasileiros entre quinze e sessenta e quatro anos não conseguem ler e escrever de modo satisfatório e pleno. É óbvio que somente a leitura de livros não é a melhor ou a única solução para resolver definitivamente esses problemas, mas sem sombra de dúvidas ajuda muito. Todos vão concordar que a melhor forma de dominar a escrita e oratória é simplesmente escrevendo e falando mais, porém ao ler livros você trabalha essas habilidades de forma secundária e ainda recebe todos os outros benefícios que citei anteriormente.

Depois de já ter lido vários livros você desenvolve uma peça chave tanto para escrita quanto para oratória que é o repertório. Uma pessoa pode não ter uma boa dicção, mas se tiver um repertório vasto ela conseguirá desenrolar muito bem durante a fala e o mesmo funciona para a escrita, as duas coisas acabam fluindo com naturalidade.

Por outro lado, as pessoas com repertório escasso acabam tendo muita dificuldade para concatenar suas ideias, tanto na fala quanto na escrita.

Eu tenho certeza que você deseja desenvolver todos esses superpoderes e você pode, só não será do dia para a noite, mas se praticar a leitura por pelo menos quarenta e cinco minutos por dia é inevitável que eles logo passem a fazer parte de você, pois com esse tempo é bem provável que consiga ler um livro a cada duas semanas.

O que já te colocará a frente da maioria das pessoas, mas se quiser aprender como aumentar sua velocidade de leitura e conseguir ler pelo menos um livro por semana e cinquenta livros por ano, vou deixar na descrição o link de uma aula gratuita que irá te ensinar a fazer isso de uma forma bem simples.

Então corre lá para assistir agora enquanto a aula ainda está no ar, um forte abraço e até a próxima.

Neste texto você vai aprender o segredo do auto controle segundo as ideias contidas no livro hábitos atômicos, então bora começar.

Em 1971 durante a guerra do Vietnã foi descoberto que mais de quinze por cento dos soldados em serviço nos Estados Unidos estavam viciados em heroína, além disso pesquisas complementares revelaram que pelo menos trinta e cinco por cento dos militares no Vietnã haviam experimentado heroína e vinte por cento já estavam viciados.

Mas o problema era ainda maior do que se pensava, essa descoberta levou o governo a criar o escritório de ação especial de prevenção ao abuso de drogas, projeto esse que tinha função de promover a prevenção e reabilitação dos membros dependentes e acompanhá-los até sua volta para casa.

Em um dado momento um dos pesquisadores responsáveis chamado Lee Robins descobriu algo que derrubaria todas as crenças já aceitas e estabelecidas sobre o vício. E o que ele revelou foi que quando os soldados que haviam sido usuários de heroína voltavam para casa, apenas cinco por cento retomavam o vício num período de um ano e só doze por cento recaíam dentro de três anos.

Em outras palavras nove de cada dez soldados que usavam heroína do Vietnã eliminaram o vício quase que da noite para o dia ao voltar para casa. Apesar dessa descoberta contradizer a crença predominante das pessoas na época de que a dependência de heroína era uma condição permanente e irreversível, o pesquisador Robins revelou que os vícios poderiam desaparecer espontaneamente se houvesse uma mudança radical no ambiente, isso faz total sentido, pois no Vietnã os soldados passavam o dia todo cercados por vários estímulos que acionavam o uso da heroína, a droga era de fácil acesso, eles viviam mergulhados no estresse constante da guerra, criavam vínculos de amizade com outros soldados que também eram viciados em heroína e para finalizar ainda tinha o fato de estarem a milhares de quilômetros de casa.

Porém, uma vez que o soldado voltava para casa, ele se via em um ambiente completamente livre daqueles gatilhos, quando o contexto mudava o mesmo acontecia com o hábito, um bom exemplo de como isso funciona é se compararmos essa situação com a de um usuário típico de drogas, aquele que foi acostumado a usar sozinho em casa ou com os amigos e de repente é internado em uma clínica para ficar limpo. Lá o ambiente é totalmente desprovido de gatilhos que possam induzir o mal hábito e por isso o resultado geralmente é muito satisfatório, porém o que as estatísticas mostram é que de todos os usuários que saem da clínica de reabilitação e voltam para casa, cerca de noventa por cento acabam tendo uma recaída, o que representa exatamente o número oposto daquele estudo no Vietnã.

Você vai perceber que essas informações contrariam muitas de nossas crenças culturais sobre maus hábitos, pois elas desafiam a associação convencional de comportamento com fraqueza moral, então se você é gordo, fumante ou viciado em alguma coisa, com certeza já deve ter ouvido várias vezes que isso é fraqueza e falta de auto controle.

É comum pensarmos que basta um pouco de disciplina que todos os nossos problemas estariam resolvidos, pois essa concepção está profundamente arraigada na nossa cultura, mas o fato é que algumas pesquisas recentes revelaram algo diferente, quando os pesquisadores analisaram pessoas que aparentavam ter um tremendo auto controle ficou evidente que essas pessoas não eram tão diferentes daquelas com dificuldades em se controlar, o que na verdade acontece é que as pessoas tidas como altamente disciplinadas são melhores em estruturar sua vida de uma forma que não seja necessário uma força de vontade sobre humana ou um alto controle gigantesco para prosseguirem com seus bons hábitos, dessa forma elas passam menos tempo em situações tentadoras do que aquelas pessoas consideradas fracas e indisciplinadas.

No fundo as pessoas com mais auto controle são normalmente aquelas que menos precisam exercê-lo já que é mais fácil praticar o auto controle quando você não tem que usá-lo com muita frequência, é claro que coisas como persistência, garra e força de vontade continuam sendo essenciais para o sucesso, mas a melhor maneira de aprimorar essas qualidades não é desejando ser mais disciplinado, mas sim criando um ambiente mais disciplinado.

Essa ideia que desafia o senso comum faz ainda mais sentido quando você entende o que acontece quando um hábito é formado no cérebro. Um hábito que foi codificado na mente está a todo momento pronto para ser usado sem pre que a situação pertinente surge, tome como exemplo esse caso que aconteceu com uma terapeuta em Austin no Texas.

Quando ela começou a fumar era comum que o fizesse enquanto andava a cavalo com um amigo, mas em determinado momento da sua vida, ela parou de andar a cavalo, largou o fumo e se manteve longe do vício por vários anos, décadas mais tarde, ao retomar os passeios a cavalo, ela de repente começou a desejar um cigarro pela primeira vez em anos, ou seja, os estímulos que acionavam o desejo de fumar ainda estavam internalizados, ela só não havia sido exposta a eles muito tempo.

Uma vez que um hábito tenha sido codificado, o desejo de agir surge sempre que os estímulos ambientais reaparecem, essa é uma das razões pelas quais certas táticas convencionais para mudar o mal comportamento podem sair pela culatra.

Envergonhar pessoas obesas com broncas e apresentações sobre perda de peso pode fazer com que ela se sinta estressadas e como resultado muitas acabam recorrendo ao remédio favorito delas contra o estresse que é comer até não aguentar mais.

Mostrar fotos de pulmões escuros para fumantes faz com que eles fiquem ainda mais ansiosos e recorram ao que para eles é melhor meio para lidar com a ansiedade que é fumando um cigarro.

Isso prova que se você não prestar atenção nos estímulos que causam seu vício, ao tentar resolver o problema, você poderá provocar o exato comportamento que deseja interromper.

Os maus hábitos se retroalimentam, eles provocam justamente os sentimentos que tentam entorpecer, funciona assim, você por algum motivo se sente mal, por isso come uma pizza, por ter comido a pizza você volta a se sentir mal por saber que não deveria ter comido.

Você sente preguiça, por isso vai assistir TV, mas ela acaba te deixando mais preguiçoso e te fazendo assistir ainda mais. Se preocupar com sua saúde faz com que você fique ansioso e isso te leva a fumar um cigarro para aliviar essa ansiedade o que inevitavelmente irá piorar ainda mais a sua saúde, e como consequência fará com que se sinta ainda mais ansioso.

Os maus hábitos funcionam como uma espiral descendente te levando para um buraco cada vez mais fundo e difícil de sair, pesquisadores chamam esse fenômeno de desejo induzido por estímulo, significa que um gatilho externo cria na pessoa um desejo compulsivo de repetir o mau hábito, ou seja, uma vez que essa pessoa percebe certa coisa, ela passa a desejar essa coisa e esse processo acontece o tempo todo, muitas vezes sem nem mesmo nos darmos conta.

Cientistas descobriram que só de mostrar uma foto de cocaína para um viciado por apenas trinta e três milissegundos já era o suficiente para estimular o sistema de recompensa do cérebro e despertar o desejo pelo uso.

Essa velocidade é rápida demais para ser registrada conscientemente pelo cérebro, os viciados não conseguiam sequer identificar o que tinham visto, mas mesmo assim ansiavam pela droga da mesma forma.

A mora da história é que você pode quebrar um hábito, mas é improvável que o esqueça, uma vez que os sucos mentais do hábito tenham sido criados em seu cérebro, são quase impossíveis de serem removidos por completo, mesmo que não sejam usados por um bom tempo, isso significa que simplesmente resistir a tentação é uma estratégia pouco eficaz, pois é muito difícil manter hábitos positivos de forma consistente em um ambiente negativo, já que isso requer muita energia e força de vontade que diga-se de passagem, são recursos limitados.

No curto prazo até conseguimos nos controlar bem, mas a longo prazo acabamos cedendo aos estímulos do ambiente em que vivemos, a forma mais confiável de eliminar os maus hábitos é indo direto na raiz do problema que na maioria das vezes significa reduzir a exposição aos estímulos que os desencadeiam, por exemplo, se ao invés de estudar ou trabalhar, você não para de rolar a timeline das redes sociais, deixe seu celular em outro cômodo por algumas horas. Se está constantemente se comparando com os outros e se sentindo um fracassado, pare de seguir perfis nas redes sociais que desencadeiam esse sentimento negativo. Se está perdendo muito tempo assistindo TV tire ela do seu quarto ou evite ficar na sala. Se estiver virando noites jogando videogame ou jogos online e não consegue parar, guarde o console dentro de uma armário após cada uso e desinstale os jogos online do computador, você precisa tirar esses estímulos do seu campo de visão, pois eles despertam seu desejo sem que perceba, essa é uma estratégia simples, porém bastante eficaz.

Muitas vezes só de remover um único estímulo todo o hábito simplesmente desaparece. Não dependa da força de vontade para resistir as tentações, pois você vai perder esse jogo no longo prazo, lembre-se o segredo do auto controle está em passar o mínimo de tempo possível exposto aos estímulos que desencadeiam seus maus hábitos.

Para ter sucesso, seja lá o que isso signifique para você, é necessário a construção de vários hábitos produtivos, mas para construir qualquer coisa primeiro você precisa limpar o terreno, não dá para construir algo em um terreno cheio de mato e entulho, em outras palavras, antes de construir os hábitos necessários para se ter sucesso, você precisa eliminar ou simplesmente substituir os hábitos nocivos que te impedem de decolar, pois eles funcionam como um peso preso na sua perna ou como um âncora no seu navio.

A maior parte das nossas ações diárias são habituais e isso pode ser tanto bom quanto ruim dependendo do que você faz a respeito. O Benjamin Franklin disse uma famosa frase que apesar de assustadora nos faz refletir que é algumas pessoas morrem aos vinte e cinco anos de idade mas não são enterradas até os setenta e cinco.

E não parece ser isso o que mais vemos nos dias de hoje, existem muitas pessoas por aí sobrevivendo um dia após o outro, sem objetivos, sem propósito e não por acaso são essas mesmas pessoas que vão chegar próximo do fim de suas vidas cheias de arrependimentos.

Para você que está assistindo esse vídeo e ainda é jovem aqui vai uma das frases que me norteiam para você refletir, existem duas dores na vida, a dor da disciplina e a dor do arrependimento, a disciplina pesa quilo, já o arrependimento toneladas.

Bom, então chega de enrolação e vamos para o assunto do vídeo, primeiro hábito se abater quando está sob pressão. Existe uma diferença de comportamento que separa os vencedores dos perdedores em qualquer área da vida, seja nos estudos, no trabalho ou em uma competição esportiva, os perdedores no momento que as coisas começam a ficar desconfortáveis, inconvenientes ou estressantes eles começam a cogitar a opção de desistir, eles começam a expressar aos quatro ventos frases como você não sabe o que estou passando ou então para você é fácil falar mas para mim é muito mais difícil, enquanto os vencedores, aquelas pessoas que mesmo sem um tostão no bolso, mesmo sem apoio de ninguém, inclusive da família não cogita a possibilidade de desistir, sim, eles sabem que vão fracassar, que vão se estressar e que as vezes serão até humilhados, mas no fundo eles entendem que mar calmo não faz um bom marinheiro e que são nesses momentos que seu caráter será construído.

Eles sabem que não são os primeiros e nem os últimos a passar por tais situações, eles se ocupam com aquilo que podem fazer e não nas coisas que estão fora de seus controles. As vezes as pessoas pensam que os vencedores são aqueles que passam por uma situação de pressão de forma neutra, com tranquilidade, mas nem sempre é assim, na maioria das vezes essas pessoas sentem a frustração, o estresse ou o medo, mas a diferença é que elas usam essas coisas como combustível. As vezes ouvir frases como você não tem capacidade para fazer isso é tudo o que um vencedor precisa ouvir para usar como combustível.

Isso pode não ser um motivo muito nobre, mas ver o sorriso amarelo de quem desacreditou dele em um dado momento pode ser muito gratificante, lembre-se um diamante é apenas um pedaço de carvão que se saiu bem sob pressão.

Segundo hábito, se ver de forma negativa, a maneira como você se vê ou como você se refere a si mesmo vai determinar a qualidade da sua ação, pois uma das forças mais poderosas dentro da mente do ser humano é a necessidade de agir em congruência com a forma que ele se vê.

Então para melhorar sua performance você precisa melhorar a sua auto imagem, para isso comece saindo da sua zona de conforto de alguma forma, em seguida comece a refletir sobre quem você irá se tornar ao atingir seus objetivos, porque esse é o propósito mais importante por trás de um objetivo, é te mostrar que tipo de pessoa você deve se transformar para atingi-lo.

Então se você tomar posse da visão do seu futuro eu, você começará a agir de acordo com aquela sua identidade futura, é a partir daí que será só uma questão de tempo para alcançar o que almeja.

Terceiro hábito, jogar focando em não perder. Para para refletir, você tem jogado o jogo da vida focando em não perder ou focando em ganhar, você é do tipo de pessoa que coloca o time inteiro na zaga com medo de levar gol, ou seja, você prefere não levar gol e ficar no zero a zero do que na possibilidade de ganhar ou será que você permite deixar a zaga levemente desprotegida para que possa focar no ataque e fazer gol.

Na vida aquele que não está disposto a correr algum risco nunca vai ter sequer a oportunidade de sentir o sabor da vitória, essas pessoas são aquelas que só tentam fazer algo se você prometer para elas que o resultado positivo é cem por cento garantido, mas isso não existe, na vida não existe garantias, tudo é volátil, é como Flávio Augusto diz estabilidade não existe.

E essa frase pode ser confirmada baseada nesse momento que estamos passando agora. Algumas pessoas passam anos planejando algo a fim de chegar no plano perfeito e conseguir prever todas as variáveis que podem dar errado, mas por coincidência ou não elas são aquelas mesmas que nunca começam, as folhas estão recheadas de planos, mas as suas ações até agora estão como uma folha em branco, você precisa aceitar que nesse jogo que todos nós estamos jogando uma hora ou outra você vai levar gol, mas e daí, o importante é que você tenha a possibilidade de virar o placar se colocar toda sua energia nisso.

Não seja inconsequente, planeje, mas passe no máximo vinte por cento do seu tempo fazendo isso, os outros oitenta por cento devem ser focados em agir, essa é a mentalidade de um vencedor.

Quarto hábito, ser preguiçoso, todo mundo sente preguiça, é algo normal do ser humano, mas uma pessoa preguiçosa é aquela que se permite ser controlada por esse mal, ela na maioria das vezes pode ser definida como um sinal que o seu cérebro envia para o seu corpo quando sua mente pensa em fazer algo difícil ou desgastante.

Tanto que eu duvido que você tenha preguiça para jogar ou para assistir alguma coisa legal. A preguiça é um fator que literalmente destrói qualquer possibilidade de se dar bem na vida, é impossível, acho que até para ser bandido é necessário ser disposto, imagina para conquistar uma vida melhor, acreditem em mim, você não tem predisposição para ser preguiçoso, não é porque seus pais, seus irmãos, seus primos, seus amigos ou seja lá quem for sempre te chamou assim que você precisa aceitar esse rótulo, não se conforme, lute contra isso com todas as suas forças, pois se você der mole, ela vai passar a tomar posse da sua vida e se você já se encontra nessa situação você sabe muito bem o gosto amargo que isso tem.

Quinto hábito, esperar muito pouco da vida, sonhar grande não facilita em nada sua trajetória rumo ao sucesso, as coisas ainda serão difíceis, mas sonhar pequeno praticamente inviabiliza a realização de algo grande. Se você é uma pessoa que conquistou pouco e se sente satisfeita e feliz, ótimo que continue assim, mas se você não está satisfeito com sua situação atual e deseja ser e ter muito mais na vida, então é imprescindível sonhar grande, você só acerta aquilo em que mira, não espere que sua vida vá mudar por acaso, muito menos espere que vá ganhar na loteria, porque nós dois sabemos muito bem quais são as chances disso acontecer. Talvez você já tenha ouvido aquela frase mire na lua pois mesmo que erre ainda poderá acertar as estrelas.

Isso significa que mesmo que você não atinja exatamente seu objetivo, você com certeza terá mudado e muito sua condição de vida durante o caminho comparado a situação de onde começou, por exemplo, se você mirar sua vida toda em ganhar cinco mil reais por mês, você muito provavelmente chegará a ganhar dez ou vinte mil reais, isso porque os seus esforços e a sua visão estão totalmente vinculados aos cinco mil.

É claro você pode ir aumentando o tamanho da meta ou do sonho conforme for atingindo, mas mirar grande desde o começo, mesmo começando pequeno aumentará muito a velocidade que você alcançará seus objetivos, não esqueça disso, sonhe grande, mas comece pequeno, jamais troque essa ordem, pois cedo ou tarde aqueles que o fazem costumam cair do cavalo.

Nesse artigo eu separei seis armadilhas que as pessoas inteligentes não caem só que isso não significa que elas nunca cairão, afinal ninguém é perfeito, mas elas se policiam diariamente para que isso não aconteça e adivinha só, você também deveria ficar de olho para não cair.

Isso se já não tiver caído.

Mas mesmo que ainda esteja preso em algumas delas, você sempre terá a chance de sair e o melhor momento para fazer isso é agora, então bora ver quais são.

Primeira armadilha não perdoar, pois é, esse vídeo não será sobre o QI que todo mundo já conhece, mas sim sobre QE que é o quociente emocional, pois fora das salas de aula do ensino convencional ele se mostra muito mais importante do que qualquer outra coisa, mas vamos lá, não perdoar, como diz o Dr. Lair Ribeiro perdoar antes de ser um ato de amor é um ato de inteligência, quando você não perdoa alguém, isso automaticamente te gera ressentimento que em outras palavras é como se fosse um fardo pesado nas suas costas que vai te impedir de chegar longe, mas não se confunda, perdoar não significa que a outra pessoa não tenha que arcar com as consequências, por exemplo, a pessoa te roubou, perdoe mas faça um boletim de ocorrência, a pessoa te traiu, perdoe, mas termine o relacionamento.

Então perdoar não significa que você tenha que voltar a falar ou confiar na pessoa, porque na verdade o perdão é para você, para paz mental, pois é como diz aquela frase guardar ressentimento é como tomar veneno e esperar que a outra pessoa morra, e isso não parece algo inteligente de se fazer.

Segunda armadilha, fofocar. Pessoas inteligentes não fofocam pois elas sabem que se falarem de outra pessoa pelas costas, aquela pessoa uma hora ou outra poderá ficar sabendo, a fofoca não passa de uma forma superficial de se relacionar com uma outra pessoa que nunca levará a nada que vale a pena, pois ela é sempre permeada pelo ódio e sentimentos ruins.

Se você estiver do outro lado da história e alguém vier tentar fofocar algo para você, antes de alimentar a conversa analise os fatos e não tire conclusões precipitadas, então se a pessoa vem dizendo que ela acha que alguém está fazendo algo errado ou que provavelmente a outra pessoa é isso ou aquilo esteja ciente de que um boato está prestes a vir.

A fofoca assim como a inveja é algo que está muito presente na sociedade, ma ninguém assume que tem ou faz, isso porque o fofoqueiro já está tão acostumado a fazer isso que já virou um hábito inconsciente mas você não tem nada a ver com isso então a melhor coisa que você pode fazer é ignorar ou mudar de assunto.

Terceira armadilha, se comparar com os outros, sim o mundo é uma competição, mas a competição contra os outros é secundária, a competição mais importante é aquela que você trava consigo mesmo todos os dias na sua mente, nenhuma pessoa venceu um adversário numa competição sem que antes ela tenha vencido a si mesma.

Logo, é mais inteligente focar em dar o melhor que você pode nas condições que você tem e consequentemente você poderá vencer a competição externa, se você usa o Instagram vai concordar que é muito fácil cair na armadilha da comparação e o maior problema é que você compara o seu bastidor com o palco do outro.

São poucos os que mostram os momentos de fracassos e as suas próprias imperfeições, a maioria está ali para mostrar somente os momentos de vitória. Mas eu não os julgo, pois a responsabilidade de ver aquilo ou não e de como irá receber aquela mensagem é sua.

Lembre-se do seguinte, na vida a batalha sempre será você contra você, sempre foi assim e sempre vai ser.

Quarta armadilha, continuar cometendo os mesmos erros. Existem três grupos de pessoas que constitui esse tópico, grupo um as que tem medo de errar e por isso nem tentam. Grupo dois as que erram e aprendem a fazer certo, grupo três as que erram e continuam fazendo errado.

Perceba que dentre eles o único grupo que não erra é o primeiro e você já deve saber o porque, errar faz parte da vida e só confirma nossa imperfeição como seres humanos, mas porque será que muitos não aprendem, bom, um dos principais fatores é o ego, a pessoa não quer admitir que está fazendo algo errado e ter que voltar atrás, então ela insiste o máximo que conseguir até que aquele projeto ou ideia finalmente morra, então não seja assim, sempre que cometer um erro assuma-o rapidamente, aprenda com ele e comece a fazer certo, pois além de você passar a ser admirado pela humildade também será admirado pela inteligência emocional que teve.

Quinta armadilha, escolher os caminhos mais fáceis, há uma frase que diz escolhas fáceis, vida difícil, escolhas difíceis vida fácil. O seu humano é um bicho ambicioso por natureza pois nós sempre queremos as melhores coisas, mas o que muitos não sabem é que por trás de cada uma dessas coisas existe uma etiqueta de preço cujo tamanho varia de coisa para coisa, é como se fosse uma lei do universo que assim como a lei da gravidade não pode ser burlada, mas, sempre tem aqueles que tentam dar um jeitinho, encontrar um macete, um caminho mais fácil para conquistar o que deseja.

É como se essa pessoa chegasse em uma loja de roupa e quisesse comprar uma camisa de cem reais pagando apenas cinquenta, então as coisas não funcionam assim, na vida você precisa pagar o preço cheio e sem descontos ou então não receberá aquilo que deseja.

Fora isso quando você constrói o hábito de escolher o caminho mais difícil por mais que a recompensa material seja a mesma do caminho mais fácil, você chega do outro lado sendo uma pessoa melhor, mais forte, mais resiliente e mais disciplinada.

Então as pessoas inteligentes entendem que o caminho é mais importante que o destino, pois nada é mais recompensador do que olhar para trás e ver que você está anos luz a frente da pessoa que você era no passado.

Sexta armadilha, mentir para si mesmo, mentir para os outros não é legal e todo mundo já sabe disso, mas e mentir para si mesmo, será que está tudo bem? Bom, para a grande parte das pessoas parece que sim, afinal quantas vezes você já viu alguns desses exemplos acontecerem.

A pessoa para na frente do espelho, olha para aquela imensa quantidade de gordura e diz eu não to gordo, só estou um pouco fora de forma, gordo mesmo é o fulano, ou então a pessoa vive reclamando do próprio trabalho, da casa, do carro, mas quando vê alguém prosperando com carro novo ela diz, legal, mas eu já estou satisfeito com o que eu tenho, pelo menos consegui com meu próprio suor.

Então essas pessoas estão sempre se justificando e mentindo para si mesmas, elas não sem coragem de encarar sua própria realidade e dizer eu estou aqui, sou grato por tudo mas não estou satisfeito com o que eu tenho ou com quem eu sou, então vou me dedicar para evoluir.

Ninguém melhora aquilo que acredita que não precisa ser melhorado então quando a pessoa diz que está tudo bem, ela não precisa se dedicar, ela não precisa fazer nada, só que uma hora a conta chega e com certeza não será barata. Por isso seja sincero consigo mesmo e se esforce para ser uma pessoa que você tem orgulho de ser, pois na minha opinião esse é um dos maiores atos de inteligencia que uma pessoa pode ter.

Quero te perguntar uma coisa, você frequentemente se pega trabalhando até o último minuto do dia e sente que está estagnado, sem conseguir evoluir o quanto gostaria?

Se a resposta for sim, talvez seja hora de adotar a regra das cinco horas na sua vida que é o método utilizado por várias pessoas extremamente bem sucedida como os bilionários Warren Buffet, Bill Gates, e o Elon Musk, o conceito dessa regra é bem simples, não importa o quão ocupadas essas pessoas bem sucedidas estão, elas sempre passam pelo menos uma hora por dia de segunda a sexta investindo em si mesmas, principalmente em seus aprendizados, totalizando cinco horas por semana no mínimo.

Elas acreditam que ao investir pelo menos uma hora por dia em coisas que não estão relacionadas a tarefas e compromissos do dia a dia de trabalho, seus resultados em todas as áreas de suas vidas aumentarão exponencialmente.

Isso acontece devido ao efeito composto causado pela prática diária somada ao longo período de tempo. É como o Abraham Lincoln disse uma vez, me dê seus horas para derrubar uma árvore e eu passarei as quatro primeiras afiando o machado.

Isso significa que o aprimoramento e a execução devem caminhar lado a lado, pois é fácil cair no piloto automático durante a execução e chegar num ponto onde não consegue mais evoluir, pois o aprimoramento constante foi deixado de lado.

Muitos ficam indignados ao ver outras pessoas conseguindo grandes resultados trabalhando aparentemente tão pouco, porém a verdade é que os outros só as veem quando estão cortando a árvore mas não veem o tempo que elas gastaram amolando o machado.

Então se você quer aplicar a regra das cinco horas na sua vida, siga esses passos a seguir e adapte para sua realidade.

Primeiro passo, relaxe a sua mente, quando a mente está agitada ou sobrecarregada de informações, há uma diminuição muito grande do nosso potencial criativo, isso é fato e você com certeza já deve ter percebido.

A mente só consegue pensar claramente e ter espaço para novas ideias quando está totalmente relaxada e sim, existem coisas que você pode fazer para facilitar esse processo, como por exemplo, sair para caminhar sozinho, tomar um banho ou simplesmente meditar, essas são atividades que colocam nosso cérebro numa frequência vibracional mais baixa, promovendo relaxamento, concentração e criatividade.

É por isso que praticamente todo mundo tem boas ideias quando está tomando banho, por exemplo, então eu quero que você escolha algo que te ajude a chegar nesse relaxamento mental para que além de começar o dia com uma energia melhor, você possa ter a clareza mental necessária para descobrir qual a melhor solução para os desafios que você está enfrentando no momento.

Pois assim como Arquimedes que fez sua grande descoberta enquanto estava relaxado dentro de uma banheira ou como Einstein que descobriu a teoria da relatividade enquanto estava deitado numa rede se imaginando viajando num raio de luz, você também pode ter um insight que assim como o efeito dominó poderá solucionar vários problemas de uma só vez.

Segundo passo, leia. A maior parte das pessoas de sucesso tem o hábito de ler muito, muito mesmo, só para que tenha ideia o Warren Buffet que caso não saiba está sempre no top cinco dos caras mais ricos do mundo lê em média de seiscentas a mil páginas por dia e já faz bastante tempo que ele dedica cerca de oitenta por cento do tempo só para isso.

Mas tem outros exemplos olha só, Bill Gates é famoso por ler cerca de cinquenta livros por ano, Elon Musk é um leitor tão voraz que usou os livros para aprender tudo o que podia sobre como construir foguetes para a sua empresa, Oprah Winfrey ela diz que grande parte do seu sucesso veio devido aos livros, seu interesse pela leitura é tão grande que ela tinha até um clube de leitura na TV.

Essas pessoas entendem que quanto mais elas souberem mais elas poderão aumentar suas capacidade de gerar resultados, elas sabem que não precisam reinventar a roda e que é muito melhor tirar proveito do conhecimento e da experiência de outras pessoas, dessa forma elas conseguem acelerar seus resultados ao se beneficiarem do privilégio de saber aquilo que deu certo com os outros para que possa ser replicado e daquilo que não deu certo para que possa ser evitado e os mesmos erros não serem cometidos.

Essas pessoas tem fome de conhecimento porque querem crescer e expandir seus projetos o máximo que puderem, elas acreditam que no momento que pararem de crescer começarão a morrer, assim como acontece na natureza. Então elas precisam continuar aprendendo, elas precisam continuar buscando o que ainda não sabem e essa é provavelmente uma das principais diferenças que as separam de todos os outros, pois enquanto elas estão buscando aprender cada vez mais, os outros acham que já não precisam aprender mais nada.

Terceiro passo, reflita. Todo conhecimento que você absorve e não passa algum tempo refletindo sobre é bem provável que se perca rapidamente, no primeiro passo seu papel era limpar e relaxar sua mente, mas agora é hora de colocar sua cabeça para pensar e imaginar todos os cenários possíveis, reflita sobre o que aprendeu durante a leitura e como você poderá aplicar esse conhecimento na sua vida, tente conectar as coisas, pois muitas vezes a solução para algo é o resultado da somatória entre o que você já sabia com aquilo o que você acabou de aprender.

Refletir é tão importante que o Bill Gates tirava uma semana só para pensar, ele chamava esse período de semana do pensamento e a repetia duas vezes ao ano, a intenção era sair da operação diária que consumia todo o seu tempo e energia e dar um passo atrás para ter uma visão maior sobre o que estava fazendo. Ele diz que ao fazer isso ele ganhava clareza e aguçava sua habilidade de pensar fora da caixa.

Quarto passo, teste. Empresas como Google e o Facebook fazem isso a todo momento, é isso que os ajudam a se manter liderando o mercado e a continuarem evoluindo, você também precisa ter essa atitude, sempre que aprender algo novo ou sempre que quiser saber se a sua ideia é boa ou ruim faça um teste rápido e com poucos recursos só para ver o resultado que aquilo traz.

Os testes são úteis porque eles te trarão fatos e não suposições, os testes te darão resultados exatos sobre o que funciona e o que não funciona, esse é o melhor feedback que você pode ter, isso se aplica até esse vídeo mesmo. Antes de presumir se isso tudo funciona ou não teste em sua vida e o resultado? Bom, o resultado falará por si só.

Estudar é desafiante, não importa se você é um estudante veterano tentando se tornar um PHD ou um estudante no ensino médio.

Descobrir formas para se manter focado nos estudos é algo que todo estudante um dia já buscou saber, mesmo que sua grande dificuldade seja se livrar das redes sociais, parar de procrastinar, gerir melhor o próprio tempo, ou uma combinação dos três.

Existem várias ferramentas e técnicas que podem ajudar a diminuir o estresse de estudar e se manter focado no que mais importa e eu vou te mostrar quais são.

Então já deixa seu like, se inscreve no canal e vamos para as sete estratégias para te ajudar a se manter focado nos estudos mesmo quando estiver com zero de motivação.

Um, encontre um local adequado. Encontrar o melhor local para estudar é uma parte essencial do sucesso nos estudos, para alguns o silêncio de uma biblioteca é o mais ideal, mas para outros o ambiente permeado por conversas, música calma e o cheiro de café de uma cafeteria pode ser a melhor opção, mas você também pode escolher um local dentro da sua casa mesmo também, a maioria faz isso e costuma dar certo, mas é importante que esse ambiente tenha algumas coisas como uma mesa limpa e grande o suficiente para acomodar todos os seus materiais de estudo, incluindo seu notebook caso tenha um, uma cadeira confortável que te permita ficar por horas sentado sem se sentir todo quebrado depois, que apesar de nem todos terem condição de comprar é um excelente investimento para aqueles que podem.

Mas mesmo que você não tenha condições, você pode se esforçar para deixar a sua cadeira o mais confortável possível, acrescentando algumas almofadas em pontos estratégicos, por exemplo.

O mais importante é que consiga preservar uma boa postura, pois estudos mostram que sentar de forma ereta aumentam a energia, a confiança e até o humor, por outro lado, se sentar com uma postura muito relaxada, com os ombros caídos e costas curvadas te faz mais pré disposto a se sentir desmotivado, cansado e desfocado de forma mais rápida.

Dois, crie um ritual de estudo. Quando falamos em se manter focado durante o estudo é importante criar uma rotina para te ajudar a entrar no estado de foco que precisa. Uma boa forma de se começar é tendo um ritual antes de iniciar o estudo, por exemplo, você pode optar por coisas como limpar a mesa, avisar as pessoas do ambiente para não te incomodarem, fechar a porta, separar todo o material que irá utilizar, fazer uma lista de tarefas e sua meta do dia, separar sua playlist de música, meditar ou se alongar, tudo isso para que no momento em que começar a estudar sua mente já esteja preparada para o que virá em seguida e o ambiente estará propicio para te proporcionar o máximo de foco possível e livre de distrações.

Quando você estabelece um ritual antes de iniciar uma atividade e faz ele se tornar um hábito seu cérebro passa de um estado para o outro com muito mais facilidade. Então por mais que tenha tido estresse e euforia momentos antes de começar a estudar, no momento em que iniciar o seu ritual, seu cérebro diz opa já sei que ele vai estudar depois disso, então vou me livrar de tantos pensamentos e me concentrar só nos estudos.

Três, desligue o celular ou desative as notificações. Sempre que o assunto é ter foco ou parar de procrastinar, o celular entra em voga, acho que não tem outra coisa que passa mais tempo perto da gente do que ele, por isso é importante salientar que se você não desligá-lo ou desativar todas as suas notificações, ele vai te perturbar, todo mundo já se pegou perdendo dezenas de minutos ou talvez horas rolando a timeline do Facebook ou do Instagram, isso porque esses aplicativos foram feitos para serem irresistíveis mesmo, as vezes só a força de vontade não é o suficiente, assim como uma pessoa compulsiva por comida não pode ter besteiras na geladeira, você não pode se dar ao luxo de ter todos os seus aplicativos disparando notificações para você o tempo todo durante os estudos e pensar que vai resistir à tentação.

E tem mais, estudos mostram que em média são necessários vinte e três minutos para recuperar o mesmo foco em que estávamos segundos antes de sermos interrompidos.

Quatro, use a técnica pomodoro. A técnica pomodoro é perfeita para dividir seu estudo em blocos de tempo de forma inteligente. É simples, escolha a tarefa na qual vai trabalhar em cima, configure o alarme para vinte e cinco minutos e trabalhe durante esse período completamente focado. Quando esse alarme disparar, faça uma pausa de cinco minutos e volte ao trabalho em seguida para mais vinte e cinco minutos.

Após quatro blocos de vinte e cinco minutos faça uma pausa de trinta minutos e comece tudo de novo, isso ajuda muito a não entrar naquele estado de estresse típico após várias e várias horas seguidas de estudo sem descanso.

Cinco, encontre as melhores ferramentas. O ato de estudar parece algo muito simples, basta sentar, abrir o caderno ou notebook e começar a estudar por horas e horas.

Mas apesar de ser simples, não é fácil, pois se fosse, ninguém teria problemas com isso, então para contribuir com seu foco e organização irei listar alguns aplicativos muito úteis e que talvez você não conheça. Para organização tem o todoist que se trata de um aplicativo gerenciador de tarefas no qual te permite simplificar suas tarefas, metas e projetos em listas organizadas, com ele você pode facilmente dividir grandes projetos em pequenas tarefas totalmente gerenciáveis, compartilhar listas de tarefas com outras pessoas e ainda ter uma visualização clara de como seu progresso e produtividade aumentaram.

Tem também o trello que se trata de uma ferramenta de gerenciamento de projeto em listas extremamente versátil e que pode ser ajustada de acordo com as necessidades do usuário, você pode utilizá-lo para organizar as suas tarefas do trabalho, as prioridades dos seus estudos entre muitos outros.

De relance o trello informa o que está sendo trabalhado, quem está trabalhando em que e onde algo está em um processo.

Para ajudar na concentração existem ferramentas como o brain.fm que é uma ferramenta online na qual utiliza a capacidade da música para influenciar seu estado mental, de acordo com pesquisas o compositor das músicas artificiais desse site utiliza ritmos auditivos que comprovadamente te ajudam a se concentrar, meditar e até a dormir melhor.

Além dele eu recomendo o coffitivity que é basicamente um site muito simples no qual basta dar o play e você já será teletransportado para dentro de uma cafeteria, para quem gosta é uma ótima opção, já vi gente dizendo que consegue até sentir o cheiro do café enquanto ouve.

Seis, se recompense algumas vezes no dia. Estudar é uma tarefa que não agrada os desejos do nosso cérebro, ninguém se sente entusiasmado em estudar e isso não gera nenhum pico de dopamina e endorfina que são substâncias químicas que nosso cérebro produz a fim de nos dar prazer e sensação de bem estar, quando você faz algo divertido, seu cérebro te recompensa dessa forma, porém ao estudar isso não acontece, porém seu cérebro ainda está cedendo por algo divertido, é nessas horas que as pessoas acabam indo jogar videogame ou assistir a videos engraçados no Youtube por horas e horas.

Para isso não acontecer você pode planejar colocar algumas coisas que gosta de fazer como recompensa ao término de cada sessão de estudo, por exemplo, mas use o bom senso e faça com cautela, isso deve servir apenas como uma válvula de escape e um motivo a mais para você cumprir suas metas diárias de estudo.

Sete, faça exercícios físicos. É olha ele aí, é difícil falar em performance humana sem citar a importância dos exercícios físicos. Nosso corpo não foi feito para ficar o dia todo sentado estudando. Nossa fisiologia foi moldada naquela época onde as coisas não eram fáceis como hoje, você precisava correr de predadores e passar quase o dia todo se movimentando em busca de alimento e sobrevivência no geral.

Pesquisas mostram que a curto prazo os exercícios físicos melhoram sua capacidade de se concentrar em uma tarefa por duas a três horas seguidas, isso pelo fato de aumentar o fluxo sanguíneo no cérebro e te deixar mais disposto.

Espero que essas estratégias te ajudem a aumentar seu foco nos estudos, se ainda assim não funcionar você ainda assim tem a opção de se disciplinar a fazer o que precisa ser feito, mesmo que seja desconfortável, pois no fim sempre valerá a pena. Um forte abraço e até a próxima.

Olá, aqui é o Matheus Santana do zona de progresso e nesse vídeo você vai se surpreender com alguns hábitos que podem prejudicar as funções do seu cérebro e colocar sua saúde em risco, e diga-se de passagem, eu aposto que você deve ter pelo menos um deles.

As doenças cerebrais estão chegando a um nível alarmante, atualmente estima-se haver cerca de quarenta e seis milhões de pessoas com demência no mundo. Esse número praticamente irá dobrar a cada vinte anos, chegando a setenta e quatro milhões em dois mil e trinta e a cento e trinta e um milhões em dois mil e cinquenta.

Além disso, a cada três segundos um novo caso de demência é detectado no mundo e a previsão é de que em dois mil e cinquenta haverá um novo caso a cada segundo. Então eliminar esses hábitos a seguir já será um grande passo para a proteção do seu cérebro.

Hábito um, exposição a sons altos. Quando se fica perto das caixas de som de um show ou se é exposto ao barulho de uma furadeira é comum sentir uma sensação abafada ou um zumbido persistente no ouvido, ela não demora muito para passar e a impressão que dá é que mesmo que tenha acontecido algum dano ele já foi revertido.

Mas geralmente o dano é permanente, embora não seja sentido de imediato. Isso é chamado de perda auditiva escondida, um tipo de impacto que tem efeito progressivo e não aparece em audiogramas que é o exame mais comum para detectar perda de audição.

Inclusive de acordo com os dados da Organização Mundial de Saúde mais de trezentos e sessenta milhões de pessoas sofrem com problemas de audição, você pode ir assistir a uma queima de fogos, ir a um show ou presenciar alguns momentos que inevitavelmente estará se expondo a altos ruídos já que geralmente eles não ocorrem com frequência.

O problema maior está no hábito diário, como a música alta que você ouve no fone de ouvido, se você deixa o volume no talo e ainda acha que poderia ser um pouco mais alto é bom ficar algum tempo sem usar o fone, pois quando você voltar vai perceber que o volume máximo estará exageradamente alto.

O que aconteceu foi que seu cérebro havia se acostumado com o volume e isso acontece sem que ao menos perceba.

Hábito dois, ficar muito tempo no escuro, apesar da escuridão representar muitas vezes um momento mais relaxante, quando somos privados por longos períodos da luz solar, nosso cérebro pode responder de uma forma não muito agradável nos levando até experimentar sintomas de depressão.

Isso acontece em grande parte pelo fato do cérebro ficar confuso com relação a liberação do hormônio do sono, a melatonina, e te faça sentir indisposto, cansado e com sono na hora errada, sem contar o mau humor.

Com o tempo esses efeitos vão se acumulando e se tornam um problema sério, então sempre que puder se exponha a luz solar por alguns minutos, isso te fará muito bem.

Hábito três, alimentação empobrecida e prejudicial. Se eu perguntar para as pessoas o que elas comem no café da manhã, a maioria vai me responder bom eu como três pães com presunto e mussarela e meio copo de café com infinitas colheres de açúcar, estamos falando só do café da manhã.

O brasileiro consome muitos poucos alimentos como frutas, verduras, legumes e aqueles que são ricos em fibras e proteínas.

Por outro lado consomem em excesso alimentos como biscoito, refrigerantes e outros produtos industrializados com muitas calorias e poucos nutrientes. Talvez não seja seu caso, eu espero, mas ao consumir alimentos do tipo junk food nos quais são lotados de açúcar e gordura, as células do sistema imunológico do cérebro inflamam e sinalizam ao seu corpo uma sensação maior de fome.

O brasileiro ingere cinquenta por cento a mais de açúcar do que o recomendável por dia que é de cinquenta gramas e o problema disso é que o açúcar ativa o sistema de recompensa do cérebro através da liberação da dopamina.

Isso não seria nenhum problema se fosse feito de uma forma balanceada, mas ao fazer isso constantemente e em doses gigantescas, você pode experimentar falta de controle nas suas ações, compulsões e uma abstinência comparada ao nível da cocaína quando fica tempo demais sem consumí-lo.

Além disso, ele retarda a memória e dificulta a aprendizagem, só para citar alguns dos problemas.

Hábito quatro, consumo excessivo de álcool. Que álcool não faz bem todo mundo já sabe, mas o segredo está no equilíbrio, ninguém vai morrer por tomar álcool de vez em quando, o problema é quando isso vira um vício, é aí que o cérebro começa a ser duramente prejudicado.

A maioria dos alcoólatras são deficientes em vitamina B1 e magnésio, a deficiência de vitamina B1 causa problemas como confusão mental, perda de memória e instabilidade emocional, já a falta de magnésio pode provocar sintomas de depressão, desorientação e irritabilidade. Combine a falta dessas duas substâncias e você verá o quão seu cérebro será prejudicado nessa história.

Hábito cinco, privação de sono. O sono é uma função vital para a regeneração do nosso corpo no geral, é nesse momento que o cérebro tem a chance de organizar a casa e recarregar sua bateria para um novo dia, mas quando você não dorme o suficiente seu cérebro não tem essa opção e começa as atividades do dia com a casa suja mesmo e sem sua bateria estar totalmente carregada.

Isso com o tempo faz com que haja uma perda significativa e permanente de neurônios, perda da memória de curto prazo e doenças cerebrais como Alzheimer.

No livro por que nós dormimos, o autor explica detalhadamente qual a importância do sono e os problemas que a falta dele podem causar, além é claro de orientar como dormir melhor, então recomendo muito a leitura.

Hábito seis, dormir de cabeça coberta, pode parecer inofensível, mas o fato é que ao fazer isso você respira menos oxigênio e mais dióxido de carbono, sem contar toda poeira e bactérias presentes naquela espécie de estufa que você criou debaixo da coberta.

Além de respirar um ar poluído você tem uma oferta de oxigênio muito restrita, o que traz vários problemas para o cérebro com o tempo, incluindo demência.

Hábito sete, não tomar água o suficiente. Tomar água o suficiente é a melhor coisa que você pode fazer pelo seu corpo no geral, ela ajuda a regular a temperatura corporal digerir os alimentos, lubrificar as articulações e entre diversas outras melhorar significativamente as funções cerebrais.

Considerando-se que setenta e sete por cento do nosso cérebro é composto de água, o resto do nosso corpo pega emprestado fluídos do cérebros para outros processos essenciais fazendo com que as células ressequem e se encolham.

Isso também pode pressionar o crânio e provocar dor de cabeça, aliás um dos principais sinais de desidratação é a dor de cabeça, além disso, ao ficar desidratado você pode ter uma grande perda na sua capacidade de foco e concentração para atividades cognitivas.

Para isso não acontecer você precisa beber água até o ponto em que sua urina fique quase transparente como mostra essa imagem, dessa forma eu garanto que você não terá nunca mais qualquer problema relacionado a baixa ingestão de água.

Hábito oito, sedentarismo, aqui eu não me refiro apenas ao sedentarismo físico, mas principalmente o mental, fazer atividade física é mais do que recomendado, é sua obrigação como dono do seu próprio corpo e os benefícios que esse hábito traz são incríveis, já até gravei um vídeo sobre isso e o link vai aparecer aqui no canto da tela.

O cérebro é um órgão que precisa ser exercitado e desafiado constantemente, pois quando isso não acontece e você cai na acomodação é como se ele começasse a morrer, mas se você sempre tiver uma vida ativa e em constante aprendizado, você vai envelhecer e seu cérebro continuará saudável e afiado.

Você não desafia o cérebro somente com jogos de raciocínio lógico, mas também com planos de futuro, metas pessoais e profissionais, fazendo trabalhos criativos e da forma que eu mais prefiro, através da leitura de livros.

Olá, aqui é o Matheus Santana do zona de progresso e Marco Aurélio, um antigo e poderoso imperador de Roma teve acesso a todas as riquezas do país, porém devido a sua posição como imperador, ele também tinha que carregar um fardo muito grande nas costas, a responsabilidade de liderar todo o império.

Com isso durante toda sua vida ele enfrentou desafios e situações tão aterrorizantes que fariam a maioria dos homens desmoronar sob tal pressão, um dos exemplos foi a perda constante de entes queridos durante sua trajetória, começando pelos seus pais depois a esposa e até vários filhos.

Sem contar o fato de ter testemunhado os efeitos devastadores de pragas, doenças, fome e da própria guerra, mas como será que ele conseguiu absorver o impacto de tudo isso e sobreviver? Dentre várias formas, a principal delas foi parando de fazer essas coisas que listarei a seguir, pois muitas vezes melhor do que saber o que fazer é saber o que não se deve fazer, então vamos lá.

Um, pare de se importar tanto com a opinião dos outros, nunca deixo de me surpreender, todos nós nos amamos mais do que os outros, mas nos importamos mais com a opinião deles do que com a nossa.

Nosso desejo de ser querido pelas outras pessoas provavelmente vem de um medo profundo de ser abandonado, na era paleolítica ser abandonado significaria morte na certa, então ser querido era uma técnica muito útil de sobrevivência, você pode notar esse comportamento nos cachorros também, eles são animais que instintivamente preferem andar em bando e por isso temem ficar sozinhos. Não é a toa que eles meio que choram quando o dono sai de casa.

Mas apesar desse nosso instinto ter sido muito importante naquela época, não há razão lógica para temermos ser abandonados e na maioria das vezes nossa vida não está em perigo quando alguém não gosta ou fala mal da gente, afinal existem mais de sete bilhões de pessoas no mundo que você pode tentar cultivar um bom relacionamento.

No fim o mais importante não é o que eles pensam sobre você, mas sim sobre o que você pensa sobre si mesmo.

Dois, pare de se intrometer na vida dos outros, nada é mais patético do que as pessoas que andam em círculos investigando as almas dos outros ao seu redor, nunca percebendo que tudo o que precisa ser feito é estar atento ao poder dentro de si e ao prezar sinceramente.

Por que você fica tão preocupado com os problemas dos outros? Você tem esse comportamento com a intenção de realmente ajudar ou está apenas se distraindo de seus próprios problemas? É claro, se eles precisarem de ajuda, mas se não quiserem ser ajudados e não estão dispostos a mudar, que assim seja.

Tenha você como foco principal e se comprometa a fazer pelo menos uma coisa todos os dias que te ajudará a se tornar uma pessoa melhor do que o dia anterior, foque na sua própria vida, no seu trabalho, na sua família e no exemplo que você irá passar ao se dedicar com excelência em tudo que fizer.

Três, pare de buscar apenas prazer e comece a buscar propósito, e por qual motivo você nasceu? Por puro prazer? Observe se a resposta vai suportar esse questionamento.

O prazer nos dias de hoje tem sido cada vez mais super valorizado, sem dúvidas essa é a coisa mais buscada pela maioria das pessoas, mas isso tem um preço, o preço de seus receptores de prazer ficarem totalmente sobrecarregados.

Perceba como vivemos hoje, nós nos sentamos confortavelmente em uma cadeira fofa e num ambiente com a temperatura controlada, pedimos fast food pelo aplicativo e aguardamos alguns minutos para ser entregue em nossas casas, enquanto isso ficamos vendo as redes sociais vendo as novidades do dia e postando as melhores fotos possíveis.

Assim como um alcoólatra, estamos sempre sedentos pelo próximo gole de prazer momentâneo que a cada dose se torna menos prazeroso, o que nos faz tomar ainda mais na próxima vez.

Para contra balancear esse ambiente que tende a nos trazer tantos prazeres momentâneos, você pode focar a maior parte do seu tempo em coisas que te tragam realização e satisfação pessoal.

Coisas que te façam se sentir útil e que com o passar do tempo te façam perceber que você contribuiu mais do que custou para o mundo, você não sabe por onde começar eu tenho uma ideia.

Foque em ajudar pessoas, o prazer de fazer isso é imenso e pode até viciar, mas vamos combinar, esse é um vício bom de se ter.

Quatro, pare de encher sua mente com lixo, a alma se tinge com a cor de seus pensamentos. Se a alma se tinge com a cor dos seus pensamentos, então imagina só o que o hábito de assistir notícias negativas em excesso faz com sua mente.

Já parou para notar como você ficou se sentindo logo após ler as últimas notícias? Principalmente agora né, já que estamos vivendo uma pandemia, mas não é só nesse momento em particular que os noticiários estão assustadores, na realidade eles sempre foram assim, tanto que no momento que essa pandemia chegar ao fim, eles voltarão a dar foco em todas aquelas coisas que estamos acostumados a ver como mortes, assassinatos, miséria, injustiça, ganância e tudo o que há de pior no mundo, isso distorce completamente sua percepção da realidade e te faz entrar num estado depressivo e ansioso com muita facilidade.

Tendemos a achar que as dificuldades, os problemas e as catástrofes que estamos passando agora é algo único no qual só nós estamos tendo o azar de passar, mas não, basta olharmos para trás e poderemos perceber o tamanho da melhora que tivemos em nossa qualidade de vida no geral e do quanto as pessoas do passado passaram por problemas até maiores do que os nossos.

Imagina como deve ter sido viver em uma época onde as pessoas estavam no meio de uma guerra mundial, onde você via seus amigos ou seus parentes indo para uma guerra com uma alta probabilidade de não voltarem vivos. Sem contar o medo de ver sua cidade, seu país e tudo aquilo que construiu virar cinzas, ou então o desespero de pais que precisavam encontrar forças para suportar a triste probabilidade de ter um a cada quatro filhos mortos prematuramente por falta dos recursos tecnológico que temos hoje.

Parece um cenário bem mais difícil do que o de agora, você pode se informar sobre o que está acontecendo no mundo, inclusive sobre as coisas ruins, mas por favor, não esqueça de ser grato pelas coisas maravilhosas que temos acesso hoje.

Cinco, pare de se preocupar com o futuro, nunca deixe o futuro perturbá-lo você vai encontrá-lo se tiver com as mesmas armas da razão que hoje te armam contra o presente.

É fácil se sentir dominado pelo medo do desconhecido, principalmente quando você planeja começar algo, mas ainda não deu o primeiro passo, é realmente muito difícil lidar com a quantidade de questionamentos e duvidas que surgem na mente.

Geralmente essa preocupação se dá pelo medo causado pelo fato do sujeito não conseguir enxergar quais serão os próximos passos ou em que direção deve seguir com sua vida ou seus projetos.

Um doutor chamado Drew Pinsky conta que sofreu muito com ataques de pânico quando estava cursando a faculdade de medicina, isso porque ele se sentia altamente sobrecarregado ao imaginar os quilômetros que ainda restavam pela frente. A solução que ele encontrou para lidar com esse problema foi a seguinte, ele se imaginou construindo uma casa de tijolos e ao invés de se preocupar com as etapas finais como telhado ou acabamento, que metaforicamente era exatamente o que ele estava fazendo naquela fase da sua vida, ele dividiu sua trajetória na faculdade em etapas, da mesma forma que a construção de uma casa é dividida, começando com assentamento dos tijolos e terminando com a pintura da casa.

Você pode tentar fazer a mesma coisa, isso o ajudará a ganhar clareza e tudo o que precisará fazer é focar apenas no próximo passo um tijolo de cada vez.

Seis, pare de se comparar com os outros. Trate o que você não tem como se não existisse, olhe para o que você tem, as coisas que você mais valoriza e pense no quanto você gostaria de conquistá-la se você não as tivesse. Mas tenha cuidado, não sinta tanta satisfação a ponto de super valorizá-las.

Em um mundo completamente conectado ao Facebook, Instagram e até ao Youtube é realmente muito desafiador não se comparar com alguém principalmente com aqueles que gostam de ostentar e exibir suas posses.

Se você perceber que em algum momento está se sentindo mal pelo fato do outro ter mais do que você, mude imediatamente o seu foco para as coisas que você já possui, não importa o quão pequenas ou simples sejam, tudo bem, você não precisa se conformar com elas, mas ao mesmo tempo não pode se permitir cair na armadilha da ingratidão, pois ela inevitavelmente leva à infelicidade.

Se não conseguir fazer isso através da mudança de pensamentos, então faça através da escrita. Se obrigue a identificar pelo menos dez motivos para ser grato agora, isso com certeza vai te fazer se sentir melhor instantaneamente.

Sete, pare de procrastinar as coisas que são mais importantes. Mesmo que você viva três mil anos, ou trinta mil anos que seja, lembre-se você não pode perder outra vida além dessa que está vivendo agora ou viver outra além da que está perdendo.

Cada vez que você procrastina ou desiste de algo importante, um pedaço de você deixa de existir no futuro. A maioria das pessoas vive a vida como se ainda tivesse mil anos pela frente, sim, elas no fundo sabem que vão morrer dentro de algumas décadas, mas suas atitudes não refletem esse entendimento, mas no momento que se conscientizarem que a vida é um piscar de olhos, elas criarão um senso de urgência necessário para não se darem mais o luxo de procrastinar as coisas mais importantes de suas vidas e realizarem seus sonhos.

Inclusive espero que você faça o mesmo, pois se não se conscientizar disso o quanto antes, quando menos esperar poderá ser tarde demais.

Em média uma pessoa abre o Instagram cerca de cento e cinquenta vezes por dia, mas ele já foi desenvolvido exatamente para isso, empresas de design de produto pagam fortunas para entender o porque fazemos o que fazemos.

Elas querem tirar proveito dos nossos instintos primitivos, como medo, recompensas instantâneas, escassez e todas essas coisas, então se você tem o hábito de pegar o celular como primeira coisa que faz ao acordar, isso é um grande problema, eu vou explicar exatamente o porque.

Existem quatro estados primários de ondas cerebrais, beta, alfa, theta e delta. O beta é o estado em que estamos agora, ou seja, acordados, já o delta é quando você está dormindo profundamente, entre esses dois estados existem o theta e o alfa que são estados de ondas cerebrais extremamente importantes para o aprendizado.

O theta é o estado de início e fim de sono, ele representa o nível mais profundo de relaxamento que você pode atingir enquanto estiver consciente, além disso é um estado que aguça a criatividade, é por que quando você está prestes a dormir ou acabando de acordar, a sua mente viaja e te traz novas ideias.

Quer saber outra coisa que te coloca nesse mesmo estado? Banhos, quem nunca saiu de um banho com novas ideias que brotaram do nada, isso acontece devido ao estado mental theta que você entra nesse momento. Já o alfa que vem um pouco antes do theta além de ser um estado de aprendizado acelerado, é também um estado de relaxamento profundo no qual conseguimos alcançar através da meditação por exemplo.

Porque nesse momento a sua mente crítica é deixada de lado e você simplesmente absorve a informação inconscientemente, quer um exemplo de algo que te coloca nesse estado? A televisão, já viu alguém assistindo um jogo ou programa de TV favorito com tanta atenção que a pessoa parecia estar em transe e mesmo você falando com ela, ela não conseguia ouvir?

Esse é o estado alfa, aqui a informação simplesmente entra pra dentro da mente, o problema é que num programa de TV a maioria das coisas que estão passando não vão fazer bem para sua vida, você sabe disso.

Mas as pessoas poderiam estar usando esse mesmo estado para aprender coisas novas e produtivas de forma mais fácil e rápida, inclusive não seria nenhuma má ideia isso ser ensinado nas escolas, porque lá é um ótimo lugar para saber apenas o que aprender, tipo matemática, história, ciências, geografia e etc.

Mas quantas aulas você já teve na escola sobre como aprender? Como por exemplo, como pensar com mais clareza, como ter mais foco e concentração, como ler mais rápido e principalmente, como reter e memorizar as coisas que você aprender? É bem provável que você não tenha aprendido nenhuma dessas coisas.

Então se você quer ter acesso a ensinamentos valiosos como esses em um só lugar eu vou deixar como primeiro link na descrição um curso completo que eu recomendo para te ajudar nessa jornada, depois você dá uma olhada.

Continuando, sabendo que você está variando entre o estado alfa e theta assim que acorda e sua mente está muito sugestionável nesse momento, ao pegar o celular você está correndo um sério risco de ser contaminado com o que estiver ali, pois as notícias sensacionalistas e o ambiente tóxico das redes sociais podem acabar com a sua produtividade e performance durante o dia.

Existem dois problemas principais ao tomar essa atitude pela manhã, o primeiro é que você acaba sendo treinado a se distrair com facilidade, todas aquelas notificações dizendo que alguém curtiu ou comentou sua foto, que alguém te respondeu ou te marcou em algum lugar, te faz querer prestar atenção em tudo o que estiver acontecendo ao mesmo tempo e isso passa a programar sua mente para ser desfocada.

Então quando você está conversando com alguém e não consegue prestar atenção no que está sendo dito é devido ao fato da sua mente ter sido diariamente treinada a fazer o oposto, é por isso que a meditação ou qualquer ato de atenção plena que fizer é tão importante, isso pode incluir uma oração, leitura ou até uma caminhada sozinho.

O cérebro é a coisa mais complexa e incrível do universo na qual você deveria ter interesse em ir mais a fundo porque é ele quem controla tudo, sua carreira, seus relacionamentos, sua saúde e o seu intelecto.

Pegue por exemplo, uma competição de resistência como uma maratona, imagina o quanto daquilo tem a ver com a capacidade mental do indivíduo, posso te garantir que é bem mais do que você imagina, muita gente sabe o que fazer, mas isso não significa que elas fazem o que sabem, é um mito a frase de que conhecimento é poder, pois o conhecimento só se torna poder quando colocamos em prática, a não ser isso ele é apenas poder em potencial.

Muita gente compra livros, assiste vídeos ou ouve podcasts produtivos e até ganham bastante conhecimento, mas o problema é que não fazem nada com o que aprenderam e parte disso é pelo fato de simplesmente esquecerem.

Todo mundo sabe que existe uma curva de aprendizado, mas também existe uma curva de esquecimento. Você sabia que se você aprender algo agora, dentro de quarenta e oito horas oitenta por cento desse conhecimento terá sido esquecido? Ou seja, apesar de ser triste, essa é a realidade para a grande maioria das pessoas, de tudo o que você aprendeu hoje, incluindo as informações desse vídeo, é provável que só vai restar vinte por cento daqui dois dias.

Isso porque você não aprendeu na escola ou em qualquer outro lugar técnicas de como memorizar melhor as informações que consome.

O segundo problema causado pelo hábito de mexer no celular logo após acordar é o fato dele estar programando seu cérebro para ser reativo ao invés de proativo, isso significa o seguinte, vamos supor que você esteja naquele estado de relaxamento ao acordar e pega o celular, basta uma mensagem de texto por voz ou um post no Instagram que seja negativo e você já entra automaticamente em uma onda de negatividade e estresse dali pra frente.

Quem nunca passou por isso? Nesse momento você está em um estado praticamente hipnótico, então qualquer coisa vai te afetar muito facilmente, é impossível ter uma boa qualidade de vida ou manter uma mente positiva e saudável apenas reagindo ao que as outras pessoas estão fazendo ou dizendo.

Teste o seu autocontrole por uma semana, mantenha o seu celular fora do quarto enquanto você dorme e não toque nele na primeira hora do dia, pois nessa primeira hora você vai estar agindo como um termostato e não como um termômetro.

Porque como funciona um termômetro, ele simplesmente reage ao ambiente, inclusive muita gente vive dessa forma e vamos ser sinceros, essa é uma péssima maneira de viver a vida, porque o estado de humor e a qualidade dos pensamentos dessa pessoa serão determinados pelo ambiente e não por ela mesma.

Vários estudos apontam que as pessoas mais felizes são aquelas que acreditam que elas tem um controle sobre sua felicidade. Elas, não uma outra pessoa, um lugar, um objeto, a economia, um político ou algo do tipo.

O termostato por outro lado funciona diferente, é ele quem configura a temperatura do ambiente de forma proativa, é ele quem dita as regras, minha dica? Seja como ele e controle a qualidade da sua própria vida, um forte abraço e até a próxima.

Já percebeu como muitas pessoas sentem a necessidade de contar sobre a sua vida pessoal para os outros? Algumas parecem ser até viciadas em fazer isso, o problema é que na maioria das vezes isso é um verdadeiro tiro no pé, pois a ingenuidade de pensar que todo mundo quer seu bem ou quer te ajudar pode fazer com que você e a sua vida caia num buraco difícil de sair.

Compartilhar sobre a sua vida pessoal só pode ser uma boa ideia se tiver duas condições, primeira há um problema ou situação que você não está conseguindo resolver sozinho, segunda a pessoa que irá ouvir está disposta a te ajudar e tem condições reais para isso, do contrário é melhor ficar de bico fechado mesmo.

Mas de qualquer forma aqui vão as seis principais coisas que no geral você não deve contar para ninguém. Primeira coisa, seus planos e metas. É normal ter planos e metas aparentemente incríveis e querer compartilhar com os outros, afinal a sensação que dá é que as outras pessoas vão se sentir tão entusiasmadas por aquilo quanto você não é verdade? Mas não, a maioria das pessoas não vai valorizar tanto os seus sonhos e metas quanto você, principalmente se forem audaciosas. Isso porque elas podem até querer te ver bem, mas não melhor do que elas.

O principal problema é que as pessoas contam planos e metas super ambiciosas para pessoas que não tem planos nem para o dia seguinte, pessoas que vagam pela vida fazendo um papel de paisagem sem ambição e sem propósito.

Nessa ocasião o mais provável de acontecer é elas tentarem reduzir o tamanho do seu sonho para que não se sintam tão mal em não sonhar com nada ou fingir que estão do seu lado e te esculachar para todos quando você virar as costas.

Outro problema é que o fato de todo mundo saber seus planos cria em você uma necessidade de continuar insistindo em coisas que definitivamente não funcionam ou que simplesmente perderam o seu interesse e você pode acabar fazendo isso só para não pegar mal para sua imagem.

Quando seus planos e metas estão guardados com sigilo, você não se preocupa em desistir de algo que comprovadamente não funciona, pois é como plantar semente no asfalto e o bom é que não vai ter ninguém para criticar essa decisão. Então ao invés de sair contando seus planos e metas por aí, simplesmente coloque-os no papel, visualize-os, execute-os em silêncio e deixe que seus resultados falem por você.

Segunda coisa, suas conquistas e boas ações. Não tem problema em responder essas coisas quando se é perguntado, mas uma pessoa que não perde a oportunidade de se vangloriar o tempo todo pelas suas conquistas e suas boas ações demonstra uma enorme necessidade de ter seu ego acariciado.

As pessoas vão te respeitar muito mais se souberem das suas conquistas e boas ações por conta própria do que se essas informações tiverem saído da sua boca sem que tenham sido perguntadas. É verdade que ao compartilhar essas coisas, você pode acabar inspirando outras pessoas a conquistarem seus próprios objetivos e a fazerem boas ações também, mas se for compartilhar, faça isso com cautela.

Terceira coisa, o quanto você ganha. Apesar de não ser muito comum, várias pessoas ainda arriscam contar aos outros o quanto ganham pela ingenuidade de pensar que não tem problema, principalmente no ambiente de trabalho, mas o problema é que essa informação pode facilmente se converter em inveja e você sabe, pessoas invejosas são os piores tipos de pessoas para se ter por perto.

Então é bom não dar um motivo a mais para entrar no radar delas. Se você ganhar bem, ótimo, desfrute do seu dinheiro em silêncio, pois para muitos ser rico ou ganhar bem é considerado quase um crime ou uma injustiça contra os mais pobres, infelizmente.

Quarta coisa, sua opinião negativa sobre os outros. Se alguém descobrir que você falou dela para outra pessoa, parabéns, ela vai gostar mais de você, mas se essa pessoa descobrir que você falou mal dela, parabéns, você acaba de arrumar um inimigo.

Eu nunca vi uma conversa negativa sobre terceiros levar a um resultado positivo, o clima fica pesado, as pessoas se estressam a toa e aquele que foi criticado nem teve a chance de se defender.

Muita gente entra nesse papo quando não tem mais nada de importante para falar ou simplesmente porque é viciada nisso, então se alguém se aproximar de você com essa conversa, não alimente, dessa forma ela vai ter que procurar alguma outra vítima para alimentar seu próprio vício.

Quinta coisa, seus problemas pessoais. Quem aí adora ouvir os problemas pessoais dos outros levanta a mão. Pois é, as pessoas podem até fingir que estão interessadas, mas no fundo ninguém quer saber dos seus problemas pessoais, pois todo mundo já está atolado até o pescoço com os próprios.

Só que o pior de tudo é que a maioria das pessoas que reclamam dos seus problemas para os outros estão cem por cento interessadas em gastar saliva mas zero por cento interessadas em de fato resolver o problema. Então não seja como a maioria, só compartilhe essas coisas sob as condições que citei lá no começo, do contrário você vai sair da conversa sem a solução do problema e ainda por cima com fama de reclamão.

Sexta coisa, seus segredos e os dos outros. Se uma pessoa se sentiu confortável o suficiente para compartilhar um segredo com você, significa que a partir desse momento existe uma coisa muito rara e valiosa em jogo, a confiança.

Então não vale a pena compartilhar o segredo de outra pessoa, mesmo que seja com a melhor das intenções, pois o risco de você destruir um bom relacionamento nessa brincadeira é muito grande, e isso também vale para os seus próprios segredos, pois a única forma de ter cem por cento de certeza de que eles não serão vazados é os mantendo somente com você, então se decidir compartilhar, esteja disposto a assumir os riscos.

Free Appointment Booking

NYU Dentistry has also established a global network
BOOK AN APPOINTMENT